Románico Atlántico
Início / Atualidade / La iglesia de San Martín reabre sus puertas con visitas guiadas
 
La iglesia de San Martín reabre sus puertas con visitas guiadas

La iglesia de San Martín reabre sus puertas con visitas guiadas

17/01/2016
A igreja de San Martín de Salamanca abre as suas portas com visitas guiadas

A igreja de San Martín de Tours abre as suas portas amanhã, pelas 18:00 horas, depois de ter sido concluída a primeira fase das obras de restauro dentro do Plano Românico Atlântico.

Nesta primeira fase, dentro do Plano Românico Atlântico, foi recuperado o acesso à igreja através da Porta Norte e deste modo vai poder abrir-se ao público a Capela do Camarín, a qual se encontrava fechada até à data. A localização da igreja, no núcleo de uma cidade tão turística como Salamanca, fez com que a intervenção incidisse na recuperação do acesso ao edifício a partir da Praça Mayor, de forma a transformar o espaço num ponto de informação e num convite a visitar o território do Plano Românico Atlântico.

São assim atendidos os objetivos da segunda fase do Plano de Intervenção, que se iniciou em 2015 e que incidiu não apenas na intervenção dos edifícios mas também na difusão e implementação de novos modelos de gestão cultural, como parte fundamental da dinamização socioeconómica dos territórios.

De origem românica, a igreja de San Martín, datada do ano de 1103, foi construída a mando do Conde Martín Fernández, chefe militar dos repovoadores de Toro. Ainda hoje, e apesar de ter-se alterado a sua fisionomia original e de encontrar-se localizada entre construções modernas, é considerada como um dos edifícios românicos mais importantes da cidade, juntamente com a Catedral Velha.

Situada no centro neurálgico da cidade desde os finais do séc. XII, a igreja é conhecida como “San Martín del Mercado”, porque era aqui que se desenvolviam as atividades comerciais da cidade. No séc. XVIII grande parte das abóbadas da nave central ruiu, sendo que estas foram posteriormente reconstruidas por Jerónimo García de Quiñones. Foi também necessário reconstruir os tramos orientais da nave, depois do incêndio do dia 2 de Abril de 1854, o qual destruiu o retábulo-mor. Atualmente, os vestígios medievais da igreja de San Martín estão totalmente encobertos pelas sucessivas reformas que se efetuaram no edifício e pelas construções modernas do entorno.

No que diz respeito ao estado de conservação, a abóbada da Porta Norte era uma das que mais falhas apresentava, mais concretamente protuberâncias e desmoronamentos, que levaram ao encerramento do acesso, hoje recuperado depois de restaurado o espaço.

Ponto de informação do Românico Atlântico

Depois de recuperada e aberta ao público novamente, a Porte Norte converteu-se no acesso natural para o ponto de informação do Românico Atlântico. Aqui, um audiovisual funciona como anúncio e chamada de atenção aos visitantes e serve de convite para que continuem o seu caminho pelo resto das áreas de exposição, de forma a conhecer a história da igreja, a ação realizada dentro do Plano Românico Atlântico e a sua filosofia.

Depois de atravessar-se a Porta Norte, o percurso, que combina a força dos audiovisuais com a iluminação feita de modo a destacar os elementos arquitetónicos e escultóricos mais emblemáticos, continua pela Capela do Conde Grajal e por um corredor de acesso, que conduz à Capela do Cármen.  

Esta estância foi construída nos finais do séc. XVII por José Benito de Churriguera, a mando do mercador de panos, Juan Muñoz del Castillo, e sua esposa Maria Cruz Guerra, os quais foram administradores da igreja e promoveram a Fundação da Música de San Martín, o que permitiu que a igreja contasse com músicos próprios.

É aqui neste espaço, que a iluminação serve para valorizar elementos como um portal românico magnificamente policromado, que foi ocultado durante a construção da já citada capela barroca e que foi descoberto em 1958.

Atividades paralelas

Para dar a conhecer e abrir de novo as portas da igreja à cidade de Salamanca, foram organizadas jornadas culturais, que começarão amanhã à tarde, pelas 18:00 horas, com visita guiada aberta ao público. As visitas guiadas serão prolongadas até ao final da semana, das 11:00 às 14:00 horas, e também na Sexta-feira e no Sábado, dentro desse horário e também às 17:30 e 17:00 horas, respetivamente. Também será realizado um concerto às 18:30, em memória da Fundação da Música de San Martín.

Monitorização do edifício e futuras ações

O ponto de informação foi conjuntamente criado com a monitorização do edifício, através da instalação de sensores wireless em pontos concretos, que vigiam o espaço e controlam o estado de conservação, medindo diferentes parâmetros ambientais e de estrutura e outros mais relacionados com a gestão e o uso do edifício. Os dados obtidos pelos sensores permitirão conhecer com exatidão as causas do deterioramento das estruturas da igreja. Deste modo poder-se-ão abordar mais eficazmente as seguintes fases de ação, a partir de 2016.

La iglesia de San Martín reabre sus puertas con visitas guiadas
La iglesia de San Martín reabre sus puertas con visitas guiadas
Románico Atlántico
Junta de Castilla y LeónFundación Iberdrola EspañaGoverno de PortugalFundación Santa María la Real del patrimonio históricoDiócesis de SalamancaDiócesis de ZamoraDiócesis  de AstorgaDiócesis de Ciudad Rodrigo